Combo Anelo, grupo formado por alunos (Foto: Marlon Rissatto)
+Blog

Instituto Anelo participa da 8ª edição do festival PUC Jazz

O Instituto Anelo participa da 8ª edição do festival PUC Jazz, promovido pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas). O evento começa nesta quarta-feira (25 de maio), às 19h30, na sede do Anelo, com a apresentação de Gabi Castellani Trio. A entrada é gratuita e o evento é aberto ao público em geral.

O restante da programação, que acontece na quinta e na sexta-feira (26 e 27/5), será dividida entre os dois campi da universidade e contará com shows dos seguintes grupos artísticos ligados ao Instituto Anelo:

  • BeJazz: Dia 26/5, às 20h40, no Campus I (Parque Rural Fazenda Santa Cândida);
  • Combo Anelo: Dia 27/5, às 18h30, Campus I;
  • Filipe Lapa Trio: Dias 26 e 27/5, às 9h40 (Campus I);
  • Mangabeira Trio: Dia 27/5, às 12 horas (Campus II, Jardim Ipaussurama); e

  • 0ºN: Dia 26/5, às 12 horas (Campus II) e às 20h40 (Campus I).
Filipe Lapa Trio (Foto: Marlon Rissatto)

O Filipe Lapa Trio é formado por Filipe Lapa (bateria), Henrique Simas (baixo) e Deivyson Fernandez (piano) e foi criado especialmente para o PUC Jazz. Por conta de suas origens, já que os três começaram tocando na igreja, Filipe, Henrique e Deivyson têm gostos musicais muito parecidos. Com base nessas afinidades, prepararam um repertório de música instrumental que passa pelo jazz, pelo R&B e pela black music.

Duo BeJazz (Foto: Marlon Rissatto)

O duo BeJazz, formado pelo guitarrista Julio Oliveira e pelo saxofonista Vinicius Corilow, também foi criado especialmente para participar da oitava edição do PUC Jazz, com a proposta de tocar músicas dos Beatles em arranjos jazzísticos. Come Together, Yesterday e Blackbird são alguns dos clássicos que farão parte do repertório da apresentação.

Criado em 2021, o Combo Anelo faz parte do projeto Prática de Banda, que incentiva o fazer música em grupo, sendo integrado por alguns dos melhores alunos da instituição sob a orientação do saxofonista, flautista, clarinetista, arranjador e professor Vinicius Corilow. Com foco na música de gafieira, trabalha os diferentes estilos presentes no gênero, tais como o samba, o samba-rock, o samba-choro instrumental e ritmos nordestinos.

Mangabeira Trio (Foto: Edis Cruz)

Formado por Renan Augusto (guitarra), Josias Teles (contrabaixo) e Isac Lima (bateria), o Mangabeira Trio surgiu graças a um desejo antigo dos integrantes, amigos de longa data. Eles, que já se reuniam há um bom tempo para tocar juntos, resolveram oficializar o grupo com o propósito de difundir a música instrumental. A ideia é unir a identidade musical de cada em prol de uma única e nova sonoridade, fincada na diversidade da música brasileira, a principal influência dos três.

Trio 0ºN (Foto: Marlon Rissatto)

O trio 0ºN, formado por Levi Macedo (violão), Romulo Oliveira (sax) e Leo Pelegrin (percussão), tem como proposta explorar os diferentes ritmos que compõem a rica produção musical da América Latina, uma região quente por natureza cortada pela Linha do Equador, e onde o clima tropical reflete diretamente na arte e na cultura. O nome 0ºN, inclusive, faz referência à latitude zero dessa linha imaginária que divide o mundo em dois, reforçando, assim, o espírito latino-americano do grupo.

GABI CASTELLANI TRIO

O Gabi Castellani Trio, que se apresenta nesta quarta-feira no Anelo, é uma das formações que fazem parte do Grupo de Música Popular da PUC-Campinas. É formado por Gabi Castellani (voz), Bruno Telles (guitarra) e Flávio Corilow (saxofone) e tem um repertório de standards do jazz e clássicos do pop internacional em versões jazzísticas.

A cantora Gabi Castellani (Foto: Divulgação)

Cantora e compositora, Gabi Castellani é egressa do curso de Mídias Digitais da PUC-Campinas. Bruno Telles, que além de guitarrista também é compositor, é aluno do curso de Química da PUC-Campinas. Flávio Corilow, por sua vez, é saxofonista, flautista e coordenador do Grupo de Música Popular da PUC-Campinas.

Mais informações: www.puc-campinas.edu.br