Apresentação de um dos coros do Anelo em dezembro de 2019 (Crédito: Edis Cruz)
+Eventos

Recital de Fim de Ano dos coros do Instituto Anelo terá narração de Edlaine Garcia

Cada um no seu Canto é o nome do Recital de Fim de Ano que reúne os três coros do Instituto Anelo e a jornalista Edlaine Garcia, da EPTV Campinas. O evento on-line, em formato de live aberta ao público em geral, será no dia 19 de dezembro (sábado), às 17h, no YouTube.

O recital consiste na exibição de cinco vídeos gravados a distância, entremeados por versos narrados por Edlaine Garcia. Tanto as músicas quanto os poemas refletem sobre o momento dos coros nestes tempos de isolamento social, devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). “Cada um na sua casa, mas sempre cantando e vivendo a música em seu cotidiano”, diz a regente Júlia Toledo.

Além de música e poesia, o evento virtual terá um breve bate-papo que contará com a participação do coordenador geral do Instituto Anelo, Luccas Soares; dos coordenadores musicais Marisa Molchansky e Lucas Bohn; dos professores Júlia Toledo e Silas de Araújo (pianista correpetidor dos coros); e da própria Edlaine Garcia. O repertório será o seguinte:

  • Canto de um Povo de um Lugar – Caetano Veloso (Arranjo: Silas de Araújo e Júlia Toledo; com: coros Juvenil e Adulto);
  • Filhote do Filhote – Jean e Paulo Garfunkel (Arranjo: Ana Yara Campos; com: Coro Infantil);
  • Maior – Dani Black e Milton Nascimento (Adaptação: Silas de Araújo e Júlia Toledo; com: Coro Adulto);
  • Modo de Voar – Grupo Ponto de Partida (Adaptação: Silas de Araújo e Júlia Toledo; com: coros Juvenil e Infantil); e
  • Redescobrir – Gonzaguinha (Adaptação: Silas de Araújo e Júlia Toledo; com coros Infantil, Juvenil e Adulto).

Júlia Toledo lembra que a ideia desse recital surgiu a partir de uma mensagem que recebeu de Edlaine Garcia no dia 18 de junho, após a jornalista ter assistido à primeira live do Instituto Anelo no YouTube, na qual foi lançado o vídeo dos coros com a música Alguém Cantando, de Caetano Veloso. “Edlaine relatou ter se emocionado e se identificado com a apresentação da canção”, lembra Júlia.

“Ela também falou sobre o lindo trabalho que realizou com a obra de Rubem Alves (Quando Rubem Alves Virou Canção, em parceria com o trio vocal Trappistas), unindo música e poesia, e depois de muitas conversas chegamos a ideia de fazer algo com a Edlaine ‘contadora de histórias’ e os coros do Instituto Anelo”, conta a regente.

Júlia revela ter ficado muito animada com a proposta, principalmente porque já era um desejo seu e do pianista Silas de Araújo realizar algo maior do que o que foi feito no primeiro semestre deste ano pelos coros. “E unir música e poesia sempre foi algo que me brilha os olhos”, completa a professora.

Edlaine Garcia, por sua vez, explica que se emocionou ao ouvir Alguém Cantando com os coros do Anelo porque esta foi a primeira música que cantou quando passou a integrar o Coral da PUC-Campinas, em 1987, no mesmo ano em que entrou na Faculdade de Jornalismo.

“Me emocionei muito também porque (na live) a Julia falou sobre o protagonismo da voz, com cada um na sua casa, tendo que fazer a própria gravação. Normalmente, em coral, temos o apoio do colega do lado para fazermos algo maior e com mais força, e você acaba se vendo sozinho com a sua voz. Isso me tocou muito”, conta ela, que passou por vários corais em Campinas além do da PUC.

Para a jornalista, este momento de pandemia pede o protagonismo para tudo. “É um momento de a gente olhar pros nossos talentos, pros nossos sonhos, pras coisas adormecidas que fazem sentido e que de repente vêm à tona. Aí que se revela o papel da arte, e o Instituto Anelo faz isso lindamente”, afirma Edlaine, que conhece e acompanha o trabalho do Anelo há muitos anos – ela foi a primeira jornalista a realizar uma reportagem sobre o trabalho do Instituto.

“Um pouco antes da pandemia, uma entrevistada me disse que as parcerias são a sustentabilidade deste mundo, desse futuro agora. O meu potencial se juntando ao seu potencial pode virar uma outra coisa pra ajudar uma comunidade maior.” Nesse contexto, diz, a música tem um papel incrível.

“É algo tão matemático mas que mexe tanto com as nossas emoções. Acho lindo como as ciências são para unir e a gente separa. Uma agrega a outra. É isso que o mundo está pedindo pra gente ver, estamos precisando nos unir e tudo está aí pra gente aprender, e o Instituto Anelo prova isso a cada dia. É lindo de ver.”

PATROCÍNIO

O projeto Instituto Anelo: Música e Cidadania – Plano Anual 2020, tem como patrocinadora master a CPFL Energia, por meio de parceria com o Instituto CPFL, e também conta com patrocínio da Unimed Campinas, ambos via Lei Federal de Incentivo à Cultura.

O Instituto Anelo também conta com o apoio da Associação Beneficente Maria e Tsu Hung Sieh, do Instituto Robert Bosch, do Arcevia Jazz Feast e do CMDCA – Campinas-SP (Conselho Municipal de Apoio à Criança e ao Adolescente).

SERVIÇO

Cada um no seu Canto – Recital de Fim de Ano dos coros do Instituto Anelo
Data: 19 de dezembro de 2020 (SÁBADO)
Horário: 17h
Onde: Canal do Instituto Anelo no YouTube (youtube.com/institutoanelooficial)