Carol em sua viagem de formatura pela Europa (ACERVO PESSOAL)
+Blog

Professora Carol: formada em Música pela Unicamp, ela começou no Anelo como aluna

O Instituto Anelo é feito de pessoas. Uma delas é Audrey Caroline Rodrigues da Silva, a professora Carol do curso de Musicalização Infantil, que em 2018 alcançou uma importante conquista em sua vida pessoal e profissional: o diploma do curso de Música com habilitação em Licenciatura pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), uma das mais prestigiadas instituições do país.

Carol tem 27 anos. Sua história com o Instituto Anelo começou aos 15 anos, quando ela matriculou-se no curso de violão. Ao observar sua evolução nas aulas, Luccas Soares, coordenador do Anelo, a convidou para ser professora. Primeiro ela ensinou Musicalização Infantil e depois Escaleta. “Me encontrei”, disse Carol sobre essas primeiras experiências ensinando.

Ela tinha 18 anos e lembra que, na época, ainda não enxergava a música como uma opção de carreira. Tanto que pensava em prestar vestibular para a faculdade de Arquitetura ou Engenharia Civil. Foi quando bateu aquela dúvida sobre o que realmente queria para o seu futuro. Seria o desejo de abraçar a música uma vontade passageira? O tempo mostrou que não.

Graças a uma bolsa de estudos, aos 19 anos Carol fez o curso livre de Canto no Instituto Souza Lima, um importante conservatório musical localizado na cidade de São Paulo. Em 2012 ingressou no curso de Pedagogia da Unicamp. Dois anos depois, prestou novamente o vestibular, desta vez para Música, e foi aprovada.

Carol rege grupo durante apresentação no Teatro Castro Mendes, em Campinas

“Não foi tão fácil entrar. O mais difícil é sair formada. Passei por momentos difíceis, de amadurecimento. Mas foi muito bom, o ensino em si leva as pessoas à excelência”, conta Carol, que além de estudar durante o período de graduação na universidade, seguia trabalhando na mercearia da família, no Residencial Cosmos, e dando aulas no Anelo.

“O Anelo foi o início, é o meio, só não sei o fim, pelo menos por enquanto. Foi através do Anelo que me descobri como professora. Me formo a cada aula”, diz. Atualmente, Carol dá aula para três turmas de Musicalização Infantil. São 42 crianças de 6 a 8 anos. “A gente precisa se reinventar sempre, criar estratégias, o que é bom, te deixa uma professora apta a trabalhar em diferentes contextos.”

ITÁLIA

Também foi por meio do Instituto Anelo que Carol viajou pela primeira vez para o Exterior. Em Junho de 2016, ela integrou o grupo do Anelo que participou do Arcevia Jazz Feast, um seminário de jazz de improvisação realizado anualmente na cidade de Arcevia, na Itália. “Foi muito bom”, diz, lembrando que as pessoas lá se surpreendiam com o fato de, no Brasil, ser possível viver de música.

No aspecto pessoal, lembra que o fato de sair de casa, se despedir da família, ter contato com pessoas diferentes e com situações em que você tem se virar sozinha, traz um crescimento. Além disso, despertou nela a vontade de conhecer outros lugares. Tanto que já realizou sua segunda viagem internacional – ela comemorou a formatura da Unicamp com um tour pela Espanha (Madri e Barcelona), Andorra e França (Paris).