+Blog

DJ Alok e banda Titãs doam direitos autorais para o Instituto Anelo

O DJ Alok e a banda de rock Titãs doaram direitos autorais para o Instituto Anelo, associação sem fins lucrativos que oferece aulas gratuitas de música a moradores da região noroeste de Campinas (SP), no distrito do Campo Grande.

O anúncio oficial foi feito no Caldeirão do Huck exibido na tarde deste sábado (29/12/2018), na Rede Globo de Televisão. Além disso, a produção do programa doou R$ 15 mil ao Anelo para a compra de instrumentos musicais.

Luccas Soares com os integrantes do grupo Titãs

Alok produziu, junto com Bhaskar e Adriano Machado, uma versão remix de Epitáfio, sucesso dos Titãs composto por Sérgio Britto e lançado originalmente em 2001. Os direitos autorais sobre essa nova versão, disponível desde sexta-feira (28/12/2018) nas plataformas digitais, passam para o Instituto Anelo.

Alok também doou para a instituição a parte que lhe cabe dos direitos autorais de Pray, seu novo sucesso lançado em parceria com o cantor inglês Conor Maynard.

Luccas Soares com o DJ Alok

O anúncio no Caldeirão do Huck foi precedido por uma reportagem sobre o trabalho do Instituto Anelo e sobre seu fundador, o músico Luccas Soares, e de uma apresentação de Epitáfio com Titãs, Alok e Anelo, representado no palco do programa pelos seguintes alunos, ex-alunos e professores:

  • Alissa Gondim
  • Anna Clara Gonçalves Lima
  • Bruno Henrique dos Reis
  • Claudionor Canciano
  • Deivyson Fernandes Araújo
  • Eivone da Cruz
  • Filipe Lapa
  • Gabrielly da Cruz Donério
  • Gustavo Canciano
  • José Wilson Novaes da Silva
  • Josué Ferreira Ferraz
  • Júlia de Toledo Piza Furlan
  • Júlia Mazzotti Toledo
  • Kauã Jhônatas Santa Rosa Pereira
  • Levi Macedo
  • Luccas Soares
  • Luis Henrique Galvão
  • Marisa Molchansky
  • Rômulo Felipe de Oliveira
  • Thiago Silva Santana
Titãs, Alok e Instituto Anelo no Caldeirão do Huck

COMO COMEÇOU

A história do Caldeirão do Huck com o Instituto Anelo começou com uma carta enviada por Manoel Messias Silva Gondim, pai da aluna Alissa Gondim, à produção do programa.

A carta chamou a atenção do apresentador Luciano Huck, que fez uma visita surpresa ao Instituto Anelo na manhã do dia 9 de Novembro. A produção do programa, contudo, permaneceu na cidade por dois dias.

O apresentador Luciano Huck no Instituto Anelo

Entre essa visita e a gravação do Caldeirão do Huck, que ocorreu no dia 10 de Dezembro no complexo de estúdios Projac, no Rio de Janeiro, foram muitas conversas telefônicas, ensaios e gravações nos estúdios TS7, em Campinas, e Mosh, em São Paulo.

Para o coordenador geral e fundador do Instituto Anelo, Luccas Soares, a participação no programa “significa muito”. “É uma grande oportunidade de compartilhar um sonho com todo o Brasil, mostrando o poder da música na transformação social. Foi uma experiência inexplicável. Um milagre de Deus em nossas vidas”, disse Soares.

OUÇA A NOVA VERSÃO DE EPITÁFIO

Em tempo: Os bastidores da participação do Instituto Anelo no Caldeirão do Huck serão exibidos no programa Mais Caminhos, da EPTV, afiliada da Rede Globo de Televisão em Campinas, em data ainda a ser confirmada. A emissora enviou uma equipe ao Projac, no Rio de Janeiro, para acompanhar o Instituto Anelo na gravação.

DIREITO AUTORAL: COMO FUNCIONA

De acordo com informações do site Direitos Brasil, os “direitos autorais na música são parte importante da remuneração de compositores, músicos e gravadoras”. Trata-se de uma regulamentação complexa pois, segundo a publicação, implica “não apenas no ordenamento de uma forma de remuneração, mas em uma sistemática de identificação e rastreamento da reprodução das obras”.

Os direitos autorais, explica o site, contemplam dois tipos de propriedade: o direito autoral moral e o patrimonial. “O direito autoral moral é intransferível – é a atribuição da obra a quem a criou. No caso de uma composição musical, por exemplo, o direito autoral moral encontra-se na necessidade de se reconhecer a composição ao seu criador, mesmo que ela não seja comercialmente explorada por ele”, informa o Direitos Brasil.

Já o direito autoral patrimonial, de acordo com o portal, diz respeito à utilização comercial de uma obra. “Um compositor pode, por exemplo, vender sua música para um intérprete por uma quantia fixa, por um percentual sobre os lucros ou simplesmente doá-la”, explica o site.

Na prática, isso quer dizer que quem detém o direito patrimonial recebe pela reprodução da obra em eventos, no rádio, na TV ou em plataformas digitais. No Brasil, o mais conhecido órgão de fiscalização de direitos autorais é o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad).

O INSTITUTO

Anelo, palavra que significa inspiração, desejo e vontade, dá nome ao Instituto localizado no Jardim Florence I que, desde sua fundação, em 2000, já atendeu cerca de 3.500 alunos (412 só em 2018). Muitos ex-alunos se tornaram professores e músicos profissionais.

Atualmente, a entidade oferece aulas nos seguintes projetos: Brincando com Sons (iniciação musical para crianças de 6 aos 8 anos); Instrumentos e Canto (ensino de instrumentos de cordas, percussão, sopro, teclas e técnica vocal para adolescentes); Prática de Banda (técnicas musicais para adolescentes com alunos de diferentes instrumentos); Sanfônica (ensino de sanfona para pessoas de todas as idades).