Alunos, pais e professores com os instrumentos comprados a partir da doação do Caldeirão do Huck
+Blog

Instituto Anelo doa instrumentos para ONGs de Brumadinho (MG) e Campinas

Oitenta e quatro instrumentos musicais e dez cabos para amplificação de som. Esse foi o total adquirido pelo Instituto Anelo com os R$ 15 mil doados à instituição pelo Caldeirão do Huck. O programa da Rede Globo destacou o trabalho do Anelo e de seu fundador e coordenador, Luccas Soares, em reportagem exibida no dia 29 de Dezembro de 2018

Esses R$ 15 mil possibilitaram ao Anelo a compra de 30 violões, 20 ukuleles, 20 escaletas, dez violinos, dois metalofones contralto (tipo de xilofone), 1 metalofone colorido, um vibratube (espécie de vibrafone feito de tubos) e dez cabos P10.

E no espírito da cultura da doação proposto pelo Caldeirão do Huck na ocasião, o Instituto Anelo decidiu doar dez desses violões novos para o projeto Batucabrum, localizado na cidade de Brumadinho (MG), e dez para o projeto Ritmo, Harmonia & Cidadania do MISC (Movimento de Integração Social e Cultural), que atua no Residencial Sirius, em Campinas.

Da esquerda para a direita: o coordenador do Anelo, Luccas Soares; o presidente do MISC, Alexandre de Oliveira; e a presidente do Anelo, Siegrid Klein, na entrega dos dez violões

Os instrumentos destinados ao projeto Batucabrum foram enviados a Brumadinho nesta segunda-feira (18/3/2019), por meio de uma transportadora. “Nós tínhamos o desejo muito forte de entregar os instrumentos pessoalmente, mas, devido à distância, tivemos de enviar”, disse Luccas Soares. A expectativa é de que os mesmos cheguem a Minas Gerais em uma semana.

Já os violões do MISC foram entregues no último sábado (16/3/2019), mesma data em que o lote de instrumentos foi aberto pelos alunos do Anelo. “Essa doação é muito importante, principalmente pela maneira como foi feita. Foi uma atitude nobre, receber uma doação e multiplicar. Tem um valor simbólico muito grande”, disse o presidente do MISC, Alexandre de Oliveira.

O MISC foi fundado em 18 de Março de 2005. A ONG, segundo seu presidente, vai utilizar os violões recebidos do Instituto Anelo na oficina de Musicalização Infantil do projeto Ritmo, Harmonia & Cidadania, que visa incentivar o exercício da cidadania e usa a música como ferramenta para mobilizar os moradores para causas socioambientais.

BATUCABRUM

Sobre o projeto Batucabrum, Luccas Soares conta que se sentiu tocado após assistir a uma reportagem sobre a tragédia de Brumadinho, exibida pelo Jornal Hoje, da Rede Globo, a qual mostrava um grupo de bombeiros voluntários hospedado na sede da instituição. Algumas imagens mostravam alunos tocando violões improvisados, feitos de materiais não convencionais.

“Entrei em contato com a Secretaria de Cultura de Brumadinho, que me passou o contato do fundador da ONG, Sanrah Angelo. Liguei para ele e a gente começou a trocar ideias. Assim, fui fazendo o levantamento sobre o projeto até anunciar que doaríamos os dez violões. Ele está muito feliz”, disse Soares.

O grupo cultural Batucabrum foi criado em 2009 com o objetivo de contribuir para a transformação social e cultural de crianças, adolescentes e jovens da cidade de Brumadinho. Atualmente, o projeto atende a uma média de 120 alunos com oficinas de percussão, violão, flauta, construção de instrumentos reciclados, grafite e artesanato.

“Acredito que, só compartilhando e tentando dar o exemplo, a gente tenha um cenário de pessoas que doem um pouco mais”, afirmou Luccas Soares. Vale ressaltar que o Instituto Anelo, que atua desde 2000 no Jardim Florence I, mantém suas atividades graças às doações recebidas tanto de pessoas físicas como jurídicas.

PARCERIAS

Luccas Soares destaca que o Anelo só conseguiu comprar os 84 instrumentos e dez cabos graças à parceria com as seguintes empresas: Eagle Instrumentos Musicais, Jog Music, Izzo Musical e Timbres Instrumentos Musicais. Ele contou, também, que todas as notas fiscais referentes a essas aquisições serão enviadas para o Caldeirão do Huck a título de prestação de contas.